Guimarães

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se procura pela cidade maranhense, consulte Guimarães (Maranhão).


Cquote1.png Você quis dizer: Cagalhães Cquote2.png
Google sobre Guimarães

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Guimarães, capital do uma cidade qualquer do Distrito de Ana Maria Braga é a cidade mais maravilhosa de importante para Portugal (de acordo com apenas e somente seus 150.000 habitantes) e tem o time de futebol mais épico e vitorioso de todos os tempos (de acordo com os 100 torcedores do Escória Scroto Club). Na verdade, nada de importante, relevante ou positivo teve origem naquele local.

História[editar]

O famoso Presídio de Guimarães.

Guimarães surgiu no século X como um mosteiro, um castelo e uma casa de raparigas ligados por uma ruazinha transversal. O intenso fluxo de pessoas estabeleceu o primeiro povoado de padeiros que viria a se tornar esta que atualmente é uma das cidades mais conhecidas e importante do mundo de uma rica história, tão rica que não passa de alguns poucos tediosos parágrafos na Wikipédia.

Os vimaranenses gostam de se chamar de "Os Conquistadores", pois foi em Guimarães que surgiu a primeira resistência da ocupação moura na Península Ibérica. Os patrícios de lá não queriam comer kibe com charutos de repolho, eles queriam bolinho de bacalhau, por isso criaram um cartel de vinhos feitos a base de groselha (o Vinho do Porto) e com muita propaganda enganosa ele agora é o melhor vinho do planeta e com esse dinheiro arrecadado os portugueses puderam vender sua alma para os britânicos que ajudaram a expulsar todos árabes para o Marrocos. Embora um bem sucedido plano de Zinedine Zidane tenha mantido muitos árabes em Guimarães disfarçados de vendedores de miçangas.

Atualmente é só mais uma dessas cidades portuguesas cheias de castelos velhos que nãos ervem para mais nada mas o povo gosta de idolatrar como se fossem a coisa mais importante do mundo.

Economia[editar]

Como em Guimarães que o ábaco foi inventado, até hoje eles só fazem cálculos usando esse instrumento porque tudo que é feito em Guimarães é maravilhoso e não existe coisa melhor.

Guimarães é uma das cidades mais industrializadas de Portugal, pois lá estão 70% de todas fábricas do país que convertem toda framboesa do país em adocicados e amadeirados vinhos de caixinha daqueles de serem consumidas no canudinho (suco de uva Kapo, em outras palavras).

Geografia[editar]

Guimarães é uma das cidades mais poluídas de Portugal e mesmo assim considerada a melhor de se viver (de acordo com seus próprios habitantes. Para o resto de Portugal, tanto importa se aquela joça virasse campo de testes para bombas nucleares). O rio que corta a cidade é o Rio Pagaioão, que desemboca no oceano depois de 3 metros e 18 centímetros de sua nascente.

Desporto[editar]

O desporto favorito do povo Cagalhanense é apunhalar os outros pelas costas, razão pela qual o Escória Scroto Club jamais alcançou qualquer relevância no futebol português fora os casos de racismo.

Política[editar]

Supostamente, Guimarães é uma cidade que pende a votar no PS, mas esta tendência de liberalismo social não se reflete nas urnas, já que um dos costumes tradicionais do povo cagalhanense é gritar Hitler não fez nada de errado ou Precisamos de um novo Holocausto, desta vez com os pretos toda vez que encontram uma pessoa de pele escura nas ruas.

Centro histórico[editar]

A grande atração de Guimarães são os vários castelos e fortalezas que precisam urgentemente de reforma mas foram proibidos de receber esses ajustes depois que a UNESCO os declarou patrimônio mundial da velharia arquitetônica.