Sintra

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Você quis dizer: Teresa Fidalgo Cquote2.png
Google sobre Sintra

Sintra é uma das quinze favelas cidades da região dormitório metropolitana de Lisboa. Recusa-se ser transformado numa cidade para evitar a fadiga de ter que votar, administrar, gerir e essas coisas chatas que geram melhoras para a população num governo sério, descentralizado, desconcentrado e democrático de direito.

História[editar]

Adamastor o terror dos torcedores do Sporting que viviam em Sintra, afundava os barcos daqueles que não vestiam vermelho, como Vasco da Gama e seu traje preto e branco no Cabo da Boa Esperança.

Os primeiros registros de habitação de Sintra coincidem com a primeira colonização de Lisboa feita pelos fenícios, durante todo o neolítico e Idade do Bronze. Em Sintra já se estabeleciam alguns patrícios, em sua maioria goblins, reconhecidamente os primeiros colonizadores de Portugal.

Posteriormente viriam os romanos e construíram lá avançados sistemas hidráulicos de aquedutos, anfiteatros e templos pagãos. Infelizmente uma crise econômica européia começava por uma divida bilionária da Grécia acabou com essa primeira tentativa de União Européia e Sintra voltou a ser de Portugal.

No século X foi a vez dos muçulmanos se estabeleceram na cidade, ergueram uma mesquita ali, outra acolá, um Habib's aqui outro acolá, mas assim como so romanos, os portugueses agradeceram os expulsando de lá.

Na época dos descobrimentos Sintra foi marcada por uma grande prosperidade, evidenciada pela enorme quantidade de construções de um monte de castelos inúteis porque o dinheiro saqueado do Brasil chegava a rodo e pelo visto estava sobrando. Os reis sem espaço no cu para socar tanto ouro, decidiram gastar e se endividar eternamente com a Inglaterra ao contratar engenheiros ingleses para erguer os mais de 8000 castelos medievais que existem na cidade.

Atualmente, falida por ter mais um belo país como o Brasil para explorar, Sintra não ousa desafiar a grandeza de Lisboa e por isso se recusa a elevar para cidade e prefere se manter como um bairro distante da capital, afinal, eles tem medo de virarem tipo uma Osasco.

Economia[editar]

Sintra, por ser uma caverna subaquática é perita em indústrias de renome de mineração, química, siderúrgica e lésbicas.

Paisagem cultural[editar]

A paisagem cultural de Sintra é patrimônio mundial pela UNESCO por ser o local no mundo com a maior concentração de odor de bacalhau e não estamos falando da calcinha da tua mãe, afinal, estas belas paisagens são responsáveis pelo intenso tráfico de iogurte de bacalhau, Fanta de bacalhau, donuts de bacalhau, bacalhau de bacalhau, salsichas de bacalhau, tortinhas de merengue de bacalhau, Coca Cola de Bacalhau e Coca Cola de Bacalhau Zero.